sábado, 9 de novembro de 2013

Inconformidade filial.

Já viu alguém inconformado e decepcionado com a própria família, com suas origens? Um jovem que não consegue entender como aprendeu tanto de pessoas tão "cabrestializadas"?

Pois é. Marcelo está se sentindo assim, e ele sabe que não é o único.

Marcelo nunca leu Simone de Beauvoir. Nem por isso Marcelo não é feminista: ele tem suas convicções. Marcelo tem menos de 20 anos e está entrando na faculdade agora. Nem por isso Marcelo é burro: ele estuda determinada linha de pensamento.

Marcelo se entende, sabe o que pensa e tem os seus argumentos. Marcelo pode estar errado. Mas a titia também pode estar. O que Marcelo não suporta é como a titia age com aquela pomposidade toda como se ser adulto fosse ser mais inteligente por pura lógica e sai por aí falando que Marcelo é bobo.

Marcelo tá crescido agora, saiu de casa, foi ver o mundo. Mas Marcela, sua irmã, ainda é criança e tem que ficar com os pais.

Marcela até queria conversar com o pai, mas ele não dava muito papo. Papai até deixava a porta aberta, mas nunca olhava pra Marcela, e quando o ouvia, fazia aquele discurso. Marcela não tinha outra opção se não ouvir.

E aí, o que Marcelo faz? Nem ele sabe. Ele tá fora de casa e não pode meter muito o bedelho. Marcela, por outro lado, não tem como fazer nada, trancaram ela no quarto. De qualquer forma, hoje ela sai de casa e aí não vai mais poder meter muito o bedelho também.

Eu não sei o que eles podem fazer, mas sei como eles se sentem.