quarta-feira, 27 de março de 2013

Imagem reflexiva do dia

Cá estou eu, perambulando pelas terras sem dono do tão querido Tumblr (companheiro de férias). Terra sem dono, sem lei, mas com (pelo menos a parte de que conheço) muito amor pra espalhar.

Eis que surge a imagem que não sai da minha cabeça pelo simples fato de que me levou a vários questionamentos.

Não são suas axilas, não é seu problema

Comecei a prestar mais atenção ao feminismo e ao movimento LGBT há aproximadamente dois anos e até hoje as perguntas que essa imagem me trouxe são as mesmas de 2010, 2011. Acho, inclusive, que essas perguntas são as que impulsionam todo o ativismo (de sofá ou não). E nem sei se elas vão ser respondidas um dia.

A imagem se refere a axilas (sovaco, subaca, ou seja lá o apelidinho que você prefira), mas fala sobre tudo. Isso. Tudo. Por que tem sempre um chato pra notar se a gente tá com as axilas depiladas? Por que, se eu for um cara, sou socialmente obrigado (na teoria sempre né) a ter uma floresta embaixo do braço?

Por que tem sempre alguém que acha que pode mandar no que a gente faz ou deixa de fazer com o nosso corpo e com a nossa mente? Minhas axilas e o resto do meu corpo são parte de mim. Eu decido o que fazer com o meu corpo, você pode se retirar e cuidar do SEU, que é o que você deveria fazer?

Quaisquer outras dúvidas, eu continuo postando. E vocês comentando, se possível.

2 comentários:

  1. Esses negócio feminista não tá com nada! Mulher tem que raspá os suvaco pra ficar bonita pros homem, morô!

    ResponderExcluir
  2. Maldito establishment. É tudo culpa do sistema.

    ResponderExcluir